Adriana de Almeida
Soprano

Natural de Curitiba, iniciou seus estudos musicais na Escola de Música de Belas Artes do Paraná. Desde 1988 reside em Porto Alegre, onde fez técnica vocal e repertório com o Maestro Frederico Gerling Júnior.

A partir de 1990 atuou com destaque nas seguintes óperas: Rigoletto, Fausto, O Barbeiro de Sevilha, A Flauta Mágica, La Traviata, O Morcego, O Elixir do Amor, O Guarani, A Viúva Alegre, Carmen e La Bohème, realizadas pelo Instituto de Cultura Musical da PUCRS.

Seu repertório sinfônico e de oratório inclui: Réquiem, Missa da Coroação, Exultate Jubilate e Vesperae Solemnes de Confessore, de Mozart; Dixit Dominus, de Vivaldi; Stabat Mater, de Rossini; Stabat Mater, Missa Breve e Dois Poemas ao Sol, do Maestro Gerling; Missa Theresien, de Haydn; O Messias, de Haendel, entre outras.

Com a Orquestra Sinfônica de Porto Alegre participou da Carmina Burana de Carl Orff, da Nona Sinfonia de Beethoven, do Réquiem de Mozart, da Sinfonia nº 2 de Mendelssohn e da ópera Carmela de Araújo Vianna.

Em 1993 foi a única brasileira selecionada para participar do Pacific Music Festival, no Japão, sendo escolhida para o Concerto de Encerramento com a Sinfônica de Sapporo.

Gravou os CD’s: Oratório de Natal, de Saint-Saëns, Cantata Rei dos Reis, de Gerling Júnior, a ópera Carmela, os Concertos Comunitários Zaffari, de I a VII. Com a pianista Olinda Allessandrini gravou os CD’s Araújo Vianna e Canções Brasileiras.

Desde 1988 exerce o cargo de Coordenadora e Diretora de Produção do Instituto de Cultura Musical da PUCRS.